Rodrigo e Biel: Uma história de amor e superação, rumo ao Ironman!

No último domingo, a temporada do Rio Triathlon 2016 iniciou, como de constume, no Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro. Estava um dia lindo e especial. Um momento marcante na competição foi a estréia da dupla Rodrigo Rocha, pai do Gabriel Rocha, conhecido também como Biel. Uma história de superação onde Rodrigo carrega o filho Biel na vida esportiva.

O Gabriel é um corredor especial, que possui uma paralisia cerebral, deficiência física causada pela falta de oxigenação durante o parto e perda do líquido amniótico durante a gestação. Sua inteligência intelectual ficou preservada uma vez que a parte cognitiva não sofreu danos, fazendo com que ele compreenda exatamente tudo que acontece a sua volta.

Sua paixão com o esporte começou no final de 2013. Seu pai Rodrigo o levou para assistir uma corrida e durante a largada decidiu que competiriam juntos. Nessa ocasião, foram 5km empurrado em uma cadeira de rodas sem qualquer tipo de adaptação e foi preciso muito esforço.

Mas mesmo diante da dificuldade a dupla não parou: os dois já contabilizam mais de 26 corridas e 336 km rodados em provas oficiais, maratonas, meia-maratonas e inclusive participaram por duas vezes da São Silvestre, prova emblemática dos corredores.

Com a ajuda do amigo e estudante de engenharia Marcelo de Paula e apoio de duas empresas de Juiz de Fora, Rodrigo esboçou e tornou realidade o seu projeto de triciclo especial.

A sintonia da dupla é algo inacreditável, através do olhar e sorriso do Biel, Rodrigo consegue compreender e atender seus anseios. E foi Graças a esta harmonia que o Biel conseguiu adquirir movimentos, que antes nem mesmo anos de fisioterapia conseguiram proporcionar.

Foi através do olhar que o pai sentiu que o filho podia fazer parte da corrida e foi o amor ao esporte que fez Biel ter alguns de seus movimentos de volta.

Nos passos de Dick e Royt
Agora a dupla quer encarar o desafio de se preparar para o Ironman; 3.8 km natação, 180km ciclismo e 42 km corrida. Assim como a história mundial de Dick e Royt, dupla americana famosa mundialmente onde o pai leva o filho durante o Ironman do  Havaí até a linha de chegada superando tudo! De arrepiar.

Com a ajuda de amigos de sua cidade, eles estão desenvolvendo um novo triciclo que poderá ser adaptado na bike e na corrida.

Você pode acompanhar a dupla nas redes sociais e quem sabe ajudá-los a tornar esse sonho em realidade.

Instagram: @corredorespecial­_biel
Face (página) : Corredor Especial_Biel
Perfil do Face: SaraheRodrigo Rocha

Entrevista com Rodrigo Rocha

Qual a sua idade Rodrigo e do Biel? 36 e 13 anos, respectivamente.

Fale um pouco da sua rotina diária e do Biel. Sou Engenheiro e por condições de trabalho durante a semana fico longe do Biel, 150km, divido meu tempo em tempo em trabalho e atividade física, sendo que alguns dias ficam prejudicados devido a viagem. Biel fica com minha esposa e tem em sua rotina diária a escola que frequenta desde os 3 anos, escola regular, onde buscamos a inclusão mais que tudo. Uma vez na semana Biel tem também ecoterapia. Para sua movimentação contamos atualmente com o apoio do vovô.

Qual a sua motivação para trazer o Biel com você na prática do esporte? Na verdade é o Biel que me leva para o esporte. Já fiz natação quando pequeno, já pedalei MTB com os amigos e a corrida descobri com ele. O Triathlon surgiu com a possibilidade de expandir ainda mais nossos horizontes e atingir muito mais pais que não conseguem enxergar um futuro para seus filhos quando esses são deficientes. A inclusão deve sair das palavras e virar atitudes e é isso que temos feito a cada corrida, a cada postagem nas redes sociais e agora a cada prova de Triathlon que vira.

Você teve um período de treinos específicos para esta competição – Rio Triathlon Sprint? Sim, fazem poucos meses que iniciamos um treinamento em parceria com a RFTeam.

Como foram estes treinos? Os treinos enviados são específicos, porem minhas condições para realizar que não são adequadas. Na proximidade onde moro, não temos muito tempo de piscina disponível para nadar e os treinos de bike devem ser realizados em bike de spinning, dentro de academia ou no rolo de treinamento em casa mesmo, isso devido ao grau de risco em sair com bike para a estrada. Os ajustes são feitos de acordo com as minhas possibilidades!

Fale um pouco sobre a experiência em participar com o Biel na primeira competição de triathlon. Quais as principais dificuldades encontradas nesta primeira competição? O que foi mais gratificante? O resultado final, como foi? A ansiedade foi um dos maiores obstáculos, encarados. Entrei firme na água e logo descobri como funciona a disputa por posição (Risos) além de não estar usando roupa de borracha. Na transição o que vêm primeiro na cabeça é….”vou sentar para colocar a sapatilha”, mas lembrava que isso não fazia parte dos treinos, que na corrida alguém me esperava e que eu estava ali por ele. Entrei sozinho no pedal e logo me encaixei num pelotão, senti que ali meu rendimento seria melhor. A T2 foi a melhor, entrei para fazer o que mais sabemos. Na corrida fomos ganhando algumas posições e Biel foi demonstrando o principal motivo pelo qual estou ali. Sinceramente esperei que teríamos um tempo mais baixo que o 1:17m, porem vários tem dito que para estreia foi excelente.

Como foi a experiência para o Biel na sua primeira competição de triathlon? Não sei quem estava mais ansioso, eu ou biel, ele vibra o percurso todo, transmite uma energia positiva absurda.

Qual a próxima competição? A próxima ainda deverá ser definida e também acordada com a organização, nossa participação não pode colocar ninguém em risco e nem atrapalhar o rendimento de ninguém. Espero na próxima já estar com os equipamentos em mãos para levar o Biel nas 3 modalidades.

O técnico Raul Furtado deu seu depoimento:

O Rodrigo já tinha um bom background da corrida, o que facilitou bem nessa modalidade, nosso foco foi encaixar as outras duas modalidades e principalmente a dinâmica da prova, com muitos bricks.
Meu relacionamento com o Rodrigo é normal ao que mantenho com qualquer outro atleta que busca performance. A partir do momento em que os equipamentos chegarem, o planejamento irá mudar um pouquinho, pois faremos muitos treinos tanto de natação quanto de bike com a presença do Biel. Em 2017 o desafio maior, que será completar o Ironman Brasil. Estamos confiantes!

Deixe seu comentário

comentários

Redação

redacao@golonger.com.br

error: copyright Trisport