Preview Kona 2016: Os favoritos ao título mundial – Homens

O primeiro Ironman do Havaí foi realizado no dia 18 de fevereiro de 1978. De lá pra cá muita coisa mudou e, 38 anos depois, no próximo sábado, dia 08, veremos uma competição altamente profissional e bem organizada, onde tudo funciona em alto nível e dois mil atletas demonstram a força de um dos maiores eventos de endurance do mundo.

Para ficar com água na boca e segurar a ansiedade, confira algumas informações sobre os “contenders” da Elite masculina que estarão presentes na prova e são os candidatos ao título mundial (ordem alfabética):

Andy Potts
Americano – 38 anos
Considerado o melhor nadador da distância Ironman, Andy já foi campeão mundial de IM 70.3 e tem várias conquistas em provas de Ironman pelo mundo. Sua constância de bons resultados em Kona (foi 4º colocado ano passado) é notória.

Andreas Raelert
Alemão – 40 anos
Duas vezes 3º colocado e três vezes vice-campeão do Ironman Havaí, sendo uma ano passado. O mais velho dos irmãos Raelert é forte candidato ao título em Kona, e seu desempenho na maratona sempre é marcante.

Ben Hoffman
Americano – 33 anos
O vice-campeão mundial de 2014 não foi bem ano passado em Kona, chegando na 28ª colocação, entretanto, este ano, já venceu o Ironman África do Sul e foi vice-campeão do IM 70.3 Buenos Aires. Pode surpreender novamente na Big Island.

Brent McMahon
Canadense – 36 anos
O campeão do Ironman Brasil deste ano chegou “chegando” na distância Ironman, vencendo provas e cravando tempos sub-08 horas. Em sua estreia ano passado em Kona já mandou bem, terminando na 9ª colocação.

Frederik Van Lierde
Belga – 37 anos
O campeão mundial de 2013 não fez uma boa prova em Kona ano passado, terminando na 31ª colocação geral. O equilíbrio nas três disciplinas do triathlon e seu espírito tático – sabendo sempre o momento de atacar – são suas marcas registradas.

Jan Frodeno
Alemão – 35 anos
É o “cara” do momento. Único atleta a ser campeão olímpico e do Ironman Havaí, título que conquistou ano passado de forma dominante. Este ano venceu o Challenge Roth estabelecendo a melhor marca de todos os tempos: 7h35min39s. É o grande favorito para o título deste ano em Kona.

Lionel Sanders
Canadense – 28 anos
Ele é jovem e impetuoso. Tem uma natação fraca para um PRO, mas compensa com um ótimo conjunto bike/run. 2016 tem sido seu melhor ano como profissional, com várias conquistas nas longas distâncias.

Sebastian Kienle
Alemão – 31 anos
Ele aprendeu a nadar, isso é fato! Mas ano passado, em Kona, depois de ter saído da água bem próximo de seus principais adversários, pedalou bem mas caiu de rendimento na corrida. O campeão mundial de 2014 vem mordido este ano.

Tim O’Donnell
Americano – 35 anos
Em 2015 fez a prova da sua vida em Kona. Confiante no ciclismo, atacou seus adversários como nunca havia feito e continuou bem na maratona. Foi 3º colocado e ficou com um gostinho de que pode mais.

Tyler Butterfield
Bermurdiano – 33 anos
Ele foi o 5º colocado ano passado no Mundial de Ironman. Ex-ciclista profissional, Tyler tem corrido cada vez melhor e a chance de repetir um grande desempenho é grande. Este ano ele já venceu o IM 70.3 Timberman.

DE OLHO NELES
Andi Boecherer, Eneko llanos, Luke McKenzie, Tim Don e Tim Van Berkel. Todos atletas com grandes resultados na longas distâncias e em Kona, e que também têm as credenciais necessárias para o título mundial.

BRASILEIROS
Igor Amorelli – 32 anos
Passou por uma verdadeira saga este ano para conquistar sua vaga para o Mundial. Após quebrar o braço numa queda treinando para o IMBR, prova que acabou abandonando, lutou para recuperar sua forma e conseguiu, vencendo o Ironman Holanda e fazendo um 5º lugar no IM Copenhagen. Igor já foi 13º colocado em Kona e sua experiência pode ajudá-lo na conquista por um top 10.

Fábio Carvalho – 37 anos
Em 2016 Fabinho fará sua estreia como PRO em Kona. Este ano ele fez sua redenção na distância Ironman, após o 6º lugar no Ironman Brasil e o 3º lugar no Ironman Copenhagen, carimbou sua vaga para o Mundial no auge de sua forma. Vai competir sem pressão e tem tudo para conquistar um bom resultado.

Este artigo você confere na edição de outubro da Revista Tri Sport

Deixe seu comentário

comentários

Redação

The author didnt add any Information to his profile yet

error: copyright Trisport