Preview Kona 2016: As favoritas ao título mundial – Mulheres

Conforme fizemos para a categoria masculina, seguem as maiores pretendentes ao título mundial de Ironman 2016 na categoria feminina (em ordem alfabética):

Ariane Monticeli
Brasileira – 35 anos
Ariane tinha tudo para fazer uma boa estreia em Kona ano passado, mas uma lesão na panturrilha tirou todas suas chances de uma boa prova, e completar virou seu foco. Este ano lutou pela sua vaga no Mundial, conquistou e vem mordida para Big Island, e não é bom brincar com Ariane mordida. Tem tudo para surpreender as gringas e cravar um bom resultado.

Daniela Ryf
Suíça – 29 anos
Ela é a grande favorita para conquistar o bicampeonato em Kona. Triatleta completa, Daniela teve um ano intenso em 2016, vencendo o Challenge Roth e uma semana depois tendo de completar o Ironman Suíça (que acabou vencendo também) para validar sua vaga para o Mundial do Havaí. Mudou sua programação ideal, mas mesmo assim é a grande candidata ao título.

Heather Jackson
Americana – 32 anos
Ex-ciclista profissional de pista, Heather foi a 5ª colocada no Mundial do ano passado, fazendo uma prova de recuperação após uma natação deficitária. Colecionadora de grandes resultados na distancia Meio Ironman, se nadar melhor pode repetir o bom resultado de 2015.

Leanda Cave
Britânica – 38 anos
Há quatros anos Leanda era “a” adversária a ser batida. Campeã mundial de Ironman e IM 70.3 ela estava em alta. De lá pra cá outros nomes surgiram e a veterana perdeu espaço. Ano passado ela abandonou a prova de Kona, mas sempre é um nome forte

Melisse Hauschildt
Australiana – 33 anos
Bicampeã mundial de Ironman 70.3 (2011 e 2013), Melissa ano passado não competiu no Mundial de Ironman devido a uma lesão. Detentora de uma forte corrida, ela sempre vem de trás devido a sua natação deficitária. Se encaixar um bom swim/bike, pode surpreender.

Meredith Kessler
Americana – 38 anos
Depois do 7º lugar em 2013, ela não completou o Mundial de 2014 e foi 26ª colocada ano passado. É uma atleta forte, que tem grande experiência e potencial para ir melhor este ano, onde já venceu o Ironman Nova Zelândia.

Mirinda Carfrae
Australiana – 32 anos
Esta tem história para contar em Kona: Campeã em 2010, 2013 e 2014; vice em 2009 e 2011, 3º lugar em 2012 e ano passado… um doloroso abandono motivado por um atropelamento de bike que sofreu três dias antes do Mundial. Miranda cresceu seu ciclismo e sua corrida ainda é a melhor entre as mulheres. É a maior adversária à coroa de Ryf, que ainda não conseguiu superar a australiana num Ironman. Nunca.

Susie Cheetam
Britânica – 31 anos
Na sua estreia em Kona, ano passado, fez grande prova e foi a 6ª colocada. Este ano já foi vice-campeã do Ironman África do Sul. Susie tem uma ótima corrida e se acertar o pedal no dia, pode surpreender e cravar mais um bom resultado.

DE OLHO NELAS
Michele Vesterby, 4ª colocada ano passado em Kona; Sarah Piampiano, 2ª melhor maratona e 7ª colocada em 2015 no IM Havaí; Camila Pedersen, muito forte na bike (8ª colocada ano passado no Mundial); Elizabeth Liles, campeã do Ironman Brasil deste ano e muito forte, principalmente com os pés no chão.

Este artigo você confere na edição de outubro da Revista Tri Sport

Deixe seu comentário

comentários

Redação

The author didnt add any Information to his profile yet

error: copyright Trisport