Mario Mola vence o Mundial de triathlon numa prova dramática

Um final digno de filme! Foi assim que o espanhol Mario Mola se tornou o novo campeão mundial de triathlon, na última etapa do Circuito Mundial, disputada em Cozumel, no México. Ele cruzou em 5º lugar, exatamente a posição que precisava caso Jonathan Brownlee cruzasse em segundo, posição que chegou. O vencedor foi o sul-africano Henry Schoeman. Alistair Brownlee foi o 3º colocado.

A prova foi até parecida com a dos Jogos Olímpicos Rio 2016, com o grupo líder do ciclismo composto inclusive por alguns atletas que também estiveram juntos no Rio. Como no Rio, estes apertaram o ritmo cada vez mais, comandados pelos irmãos Brownlee.

Quando todos pensavam que o pódio olímpico se repetiria em Cozumel, apenas trocando a ordem de chegada, desta vez com Johnny em 1º, Henry em 2º e Alistair em 3º, resultado que daria o título mundial para Jonathan Brownlee, o drama aconteceu! Jonathan começou a entrar em colapso faltando 250 metros para a chegada. Ele perdeu a coordenação das passadas e passou a vagar na pista, foi ultrapassado por Henry Schoeman e logo depois se apoiou rapidamente num staff, quando neste momento seu irmão encostou nele e passou praticamente a carregá-lo até a linha de chegada. Conseguiu! Literalmente Alistair empurrou Johnny para cruzar a linha final em 2º lugar e ele próprio em 3º. Neste momento a ansiedade era pelos 4º e 5º colocados. O sul-africano Richard Murray, amigo de Mario Mola, chegou a retardar sua chegada em 4º lugar para ver a decisão que tomava, mas como soube que o 5º lugar bastava para o espanhol, cruzou saltando a linha de chegada um passo à frente de Mola, e comemorando pelo novo campeão mundial de triathlon. Um final épico, digno do que representa a essência do triathlon como esporte.

Entre os brasileiros, Diogo Sclebin foi o 37º colocado e Danilo Pimentel o 51º.

Deixe seu comentário

comentários

Redação

The author didnt add any Information to his profile yet

error: copyright Trisport