Jogo rápido: Pâmella Oliveira fala sobre o evento-teste olímpico no RJ!

Pâmela Oliveira está em plena preparação para o evento-teste do triathlon para os Jogos Olímpicos Rio 2016, que será realizado semana que vem na Praia de Copacabana, Rio de Janeiro. Confira o bate-papo que tivemos com ela:

Semana que vem é o evento-teste do triathlon para os Jogos Olímpicos Rio 2016. O que espera da prova? Os triatletas estrangeiros te perguntam como é o percurso e o ambiente daqui?

Então, com certeza espero uma prova bem dura tanto pelo percurso quanto pelo start list. Não tive ninguém a me perguntar sobre o percurso, mas como tem informações no site ITU penso que estão sabendo. Vi muitos atletas trabalhando rampas, pelas redes sociais.

A parte da subida no bike virou o grande atrativo do percurso. Você também é conhecida por ter um ciclismo forte, o que achou desta parte especificamente?

Bom, me acho mais forte pedalando com as mãos no clip, mas qualquer bike que deixe a corrida mais “cansada” me favorece, já que não sou corredora nata, mas em provas duras me saio um pouco melhor se comparar-mos. Não sei se estarei 100% nas subidas agora, tive vários contratempos e esse ano está mais difícil pra mim, mas com certeza pros Jogos estarei pronta e penso ser um bom percurso pra deixar as corredoras natas la pra trás.

Você competiu no mesmo local nos Jogos Mundiais Militares e fez boa prova. Gostou do local? Imaginou voltar em Copacabana um dia numa prova olímpica?

Nos Jogos Mundiais Militares o percurso foi bem diferente. Aconteceu tudo na orla, a natação com duas voltas, bike e corrida só vai e volta na orla. Não esperava fazer novamente outra prova tão importante aqui no Rio. Podia continuar né?!

Qual sua programação até o final do ano?

Depois dessa prova passo uns poucos dias no Espírito Santo e novamente subo para altitude em San Luis Potisí, no México, para me preparar para a WTS Edmonton e a “Grand Final” Chicago. Depois, ainda tenho esse ano os Jogos Mundiais Mitares, na Coreia do Sul, e depois aproveito pra fazer uma etapa de World Cup por lá. Agradeço muito a CBTri por acreditar em mim e me dar todo o suporte necessário em provas e competições, assim como ao Sérgio (técnico) por viver tudo isso comigo. Também agradeço ao Sicoob por estar caminhando comigo por tanto tempo. Obrigada também a Asics, Exército Brasileiro, Xterra,  Oakley,Gold Nutrition por todo o suporte. Essa equipe que me faz ir mais longe!

Deixe seu comentário

comentários

Redação

redacao@golonger.com.br

error: copyright Trisport