Jogo rápido: Diogo Sclebin fala sobre a emoção de competir em casa!

O triatleta olímpico Diogo Sclebin mora hoje em Belo Horizonte (MG), mas nasceu e cresceu no Rio de Janeiro, onde inclusive fez seu primeiro triathlon, justamente em Copacabana, local onde será realizada ano que vem a prova olímpica dos Jogos Rio 2016. Neste domingo, um belo aperitivo, com a disputa do evento-teste do que ocorrerá ano que vem. Confira o bate-papo que tivemos com o atleta que vai contar com a maior torcida local:

Esta semana é o evento-teste do triathlon para os Jogos Olímpicos do ano que vem. O que espera da prova?

A prova é seletiva para composição da equipe olímpica para vários países, isso já mostra a importância dela; todos os países vêm forte para cá.

Os triatletas estrangeiros te perguntam como é o percurso e o ambiente daqui?

Alguns estrangeiros me perguntam sim. Quase cheguei a fazer um vídeo, mas só mesmo passando de bike pelo percurso para entender um pouco da dificuldade que enfrentaremos no duro percurso de ciclismo.

A parte da subida no ciclismo virou o grande atrativo do percurso. O que achou desta parte especificamente, gostou?

A ITU tem exigido que os organizadores de suas provas coloquem dificuldade na etapa de ciclismo, para dar mais importância a essa modalidade e tornar a prova mais bacana. Dificilmente voltaremos a ver competições com o ciclismo plano e na orla, como sempre víamos nas competições em Copacabana. Não digo que gostei da subida, acho ela necessária. É dura e vai exigir muito dos atletas, a experiência e controle vão ajudar o atleta a chegar vivo para a etapa de corrida, às 2h da tarde, em pleno calor do Rio de Janeiro.

Você é carioca e terá grande torcida a favor. Como encara isso?

Terei a torcida a favor e correndo em casa, o que nunca vivenciei em competições dessa importância, onde cada segundo faz a diferença. Certamente isso é um aspecto que me favorece. Minha 1ª competição de triathlon foi em Copacabana, em abril de 2000, e não imaginava que mais de 15 anos depois estaria eu alinhando com os melhores do mundo num evento dessa magnitude.


Qual sua programação até o final do ano?

Ainda tenho muitas competições importantes esse ano: evento-teste, WTS Edmonton, “Grande Final” Chicago, WC Cozumel, Mundial Militar na Coreia do Sul e Jogos Abertos de Santa Catarina pra fechar o ano.

Queria aproveitar convocar a presença de toda a comunidade do triathlon nacional para torcer e curtir esse evento que, sem dúvida, é o maior evento de triathlon que nosso país já sediou, não é só um evento-teste, é uma prévia olímpica nas areias de Copacabana, com os melhores do mundo e vários brasileiros entre eles.

Deixe seu comentário

comentários

Redação

redacao@golonger.com.br

error: copyright Trisport