Itaipu Ironman 70.3 Brasil Paraguay tem bela prova em duro percurso!

Foi disputado hoje o Itaipu Ironman 70.3 Brasil Paraguay, única prova binacional do circuito mundial. A competição é restrita a competidores amadores e não faltaram grandes disputas na distância de Meio Ironman (1.9km de natação, 90km de ciclismo e 21km de corrida). Os vencedores foram o brasileiro Cid Barbosa e a uruguaia Maria Porrini.

O potiguar Cid – categoria 30/34 anos – travou um belo duelo com o curitibano da categoria 18/24 anos Luis Ohde (que no Ironman Florianópolis deste ano foi o primeiro amador a cruzar a linha de chegada). O primeiro a terminar a natação foi Marcos Vinicius de Faria, em 24’34”. Ohde saiu da água mais de um minuto depois de Marcos e 1’40” à frente de Cid, e com vários atletas entre eles. Logo no início do ciclismo a jovem revelação sofreu uma queda, mas mesmo assim se recuperou e assumiu a liderança da prova – que estava ainda com Marcos – na altura do km 40. Cid fez o melhor pedal do dia, 20” mais rápido que Ohde, ultrapassando vários adversários.

Na corrida, Cid partiu forte e assumiu a liderança no km 5, se mantendo assim até o final e cravando o melhor tempo do dia para esta etapa também, em 1:21:27, fechando a prova em 4:22:49. Luis Ohde – em pleno treinamento para o Ironman Havaí – chegou em 2º lugar, pouco menos de três minutos depois. Marcos de Faria cruzou em 3º, quase oito minutos depois de Cid.

Entre as mulheres a disputa foi menor, pois a uruguaia Maria Porrini – categoria 40/44 anos – assumiu a ponta no ciclismo e se manteve assim até o final, chegando quase 20 minutos à frente da 2ª colocada, a brasileira Natalia Moraes. Em 3º lugar chegou a paraguaia Florencia Carrizosa.

_O6I1853

A prova mais uma vez foi reconhecida como uma das mais duras do Brasil, num percurso de ciclismo com subidas e descidas técnicas (o que dificulta a formação de pelotões), assim como na corrida.

Deixe seu comentário

comentários

Redação

redacao@golonger.com.br