IRONMAN: Compro uma bike de triathlon ou arrisco com uma road?

Essa história é velha, mas vale salientar pontos comuns para alguns atletas, que estão começando ou até mesmo atletas experientes que não tem no ciclismo sua modalidade forte e tem objetivo de fazer uma maratona consistente.

As bicicletas de triathlon invadiram os Ironmans na última década, no entanto é bom lembrar que já tivemos tempos recordes com bikes Road em Ironmans. Quero expor aqui algumas situações que, de alguma forma, poderão  ajudar alguns triatletas em sua sequência no triathlon , fazendo escolhas segundo uma perspectiva realista e que traga satisfação não só em completar um Ironman, mas também em usufruir ao máximo deste desafio.

Quero deixar algumas perguntas a quem está lendo, e com certeza  sua resposta poderá te colocar como candidato a mudar um pouco sua percepção em relação às  bicicletas road em Ironmans.

Você faria um tempo superior a 6 horas nos 180 km do Ironman?

Seu objetivo é somente completar o Ironman?

Você desenvolve seus treinos em região serrana?

Você tem algum tipo de encurtamento muscular ou pouca flexibilidade?

Você faz triathlon há menos de dois anos? 

Você até consegue fazer um tempo bom no ciclismo, no entanto desmonta da bike com muitas dores musculares?

Se você respondeu sim a pelo menos duas dessas perguntas você tem grande chance de se candidatar a “testar” uma experiência com uma bike Road em competições.

Vamos começar pelas características, de uma bicicleta Road ele tem uma geometria mais confortável, que ajuda o atleta a estar em uma posição menos aerodinâmica e com uma inclinação de tronco um pouco mais elevada, assim trazendo uma posição menos desgastante ao ciclista, muitas vezes se pode perder em aerodinâmica, mas pode-se ganhar em bem estar ao sair para a corrida por exemplo. É valido lembrar que  nos anos de 2004, 2005 e 2006 muitos triatletas profissionais ainda competiam com bicicletas de ciclismo com clip e faziam grandes tempos um exemplo vivo é o lendário Oscar Galindez.

As bicicletas de TT são a febre do triathlon, na última década invadiram as provas e hoje não se consegue pensar em fazer um ironman sem uma dessas,enfim são lindas aerodinâmicas, cada vez mais leves, cada vez mais agressivas, elas podem trazer ao atleta minutos preciosos no ciclismo, mas sua posição aerodinâmica para alguns atletas pode trazer desconforto mesmo estando ajustada, no plano e em descida são muito aerodinâmicas e desenvolvem velocidade com mais facilidade se comparada com uma road; no entanto se levarmos em consideração que  bases  da aerodinâmica agem a partir de uma certa velocidade, muitas vezes não alcançadas por atletas amadores ( menos de 25 km/h a aerodinâmica não funciona tão bem), todas essas vantagens se perdem consideravelmente.

Enfim gostaria que cada atleta pudesse colocar suas sensações e seus objetivos na balança, e optar pelo melhor para sua satisfação pessoal, alguns minutos a menos na bike podem acarretar em vários kms caminhando na maratona, atualmente temos muitas opções de equipamentos disponíveis no mercado e com certeza seu técnico e um profissional de bike fit poderão ajudar a tornar uma bicicleta Road muito competitiva no triathlon se assim for de sua preferência, a final satisfação e o tempo total da obra é o que importa! Bons treinos!

Wissthon Rodrigues é bike fitter na Bike Fit Caxias e triatleta

bikefitcaxias@hotmail.com

Deixe seu comentário

comentários

Redação

The author didnt add any Information to his profile yet