Ironman 70.3 Rio: Estreia de gala para Santiago Ascenço e Mariana Borges!

Neste domingo, dia 4 de outubro, o Rio de Janeiro fez sua estreia no Circuito Mundial Ironman. A Cidade Maravilhosa recebeu o Ironman 70.3 Rio, etapa que contou pontos para o ranking mundial e distribuiu 30 mil dólares aos atletas de Elite, além de 35 vagas para a Faixa Etária no Mundial da categoria em 2016, na Austrália. Os vencedores foram Santiago Ascenço e Mariana Borges de Andrade.

Num dia que prometia ser bem difícil, as condições climáticas acabaram se tornando um ponto positivo. O mar que anunciava estar alto e mexido, veio tranquilo. Os ventos mais fortes só apareceram no final da corrida. No ciclismo, o trecho mais difícil foi na Serra da Grota Funda, quando uma chuva fina caiu, deixando o asfalto perigoso. Nada que os atletas bem preparados e cuidadosos não pudessem superar.

HOMENS

Santiago fez uma prova de recuperação, depois de sair da água (1.9km de natação) quase três minutos após o líder, Chicão Ferreira, que foi o primeiro com 24:52 (contando a transição). No ciclismo, o trecho mais aguardado era a Serra, e lá a diferença já tinha caído para um minuto; após voltarem para o trecho plano, ele encostou nos líderes, Chicão e Paulo Maciel (2º a terminar a natação), para praticamente entregarem juntos a bike ao final dos 90km. Mesmo com a subida, Ascenço cravou o bom tempo de 2:12:40.

Na corrida de 21km Santiago mostrou seu talento de corredor, abrindo vantagem a cada km e fazendo a meia maratona em 1:17:52, e fechando a prova em 3:58:51. Paulo Maciel fez grande prova e chegou em 2º lugar, com 4:09:12; em 3º veio Chicão Ferreira, que travou um duelo emocionante com Fernando Toldi (que ficou em 4º) no final da prova.

Top 3 masculino. Foto: Fernanda Paradizo

Top 3 masculino. Foto: Fernanda Paradizo

“Gostei muito do percurso. O único trecho mais tenso foi realmente a Serra da Grota Funda, pois o asfalto estava molhado e tivemos que descer com muito cuidado. Eu praticamente fiz um ‘passeio’ na descida, não correndo qualquer risco desnecessário”, disse após a conquista o campeão Santiago Ascenço.

Mariana Borges de Andrade, campeã do IM 70.3 Rio. Foto: Fernanda Paradizo

Mariana Borges de Andrade, campeã do IM 70.3 Rio. Foto: Fernanda Paradizo

MULHERES

A prova feminina foi bem emocionante. Carol Furriela saiu em 1º lugar da água, com 26:50. Mariana Andrade veio 1:30 depois. No ciclismo, no topo da Serra da Grota Funda, estavam praticamente juntas, mas, no trecho de descida, Mariana conseguiu escapar de Carol, abrindo boa vantagem. Boa ciclista que é, ao perceber a diferença que havia conseguido, atacou ainda mais, fechando os 90km em 2:32:07. Furriela fez 2:43:01 e saiu para correr bem atrás. Por mais que tenha corrido melhor, em 1:31:00, Carol não conseguiu alcançar Mariana, que correu para 1:36:55 e venceu com maestria o Ironman 70.3 Rio. Carol Furriela cruzou em 2º lugar e a argentina Erika Simon foi a 3ª.

“Estou muito feliz. Há anos que fiz meu primeiro Ironman e desde então as provas de longas distâncias são os meus principais objetivos”, revelou a campeã após cruzar a linha de chegada, e completou: “Eu dei uma quebrada no final da corrida, mas deu para segurar a diferença e vencer a prova.”

Da esq. para direita, o top 3 feminino: Erika Simon, Marina Andrade e Carol Furriela. Foto: Fernanda Paradizo

Da esq. para direita, o top 3 feminino: Erika Simon, Marina Andrade e Carol Furriela. Foto: Fernanda Paradizo

O primeiro atleta amador a chegar foi Cid Barbosa, da categoria 30/34 anos, que já havia vencido o Itaipu Ironman 70.3 Brasil Paraguay. Entre as mulheres, a primeira amadora foi Maria Luz Poblete, da 25/29 anos.

Em breve, galeria de fotos dos profissionais e amadores e mais detalhes da prova.

Deixe seu comentário

comentários

Redação

redacao@golonger.com.br