Igor Amorelli e Bia Neres contam os detalhes da vitória no IM 70.3 Palmas

 

Igor Amorelli:

“Nossa tática era arriscar desde o começo, sabia que iria ser difícil, ainda mais com o calor de Palmas. Teve um errinho no início da natação de direcionamento, mas não atrapalhou – fui pra morte. Abri 1’20.

Na bike no início não me senti tão forte, talvez pelo ritmo forte da natação, mas depois eu me senti bem e fui abrindo vantagem sobre o Colucci – fiz a segunda metade dos 90km muito forte.

Na corrida, sai pra correr bem na primeira volta, estava num ritmo de 1h18.  Depois vi que estava com mais de 8 minutos de vantagem, no retorno da ponte, e então fiquei mais tranquilo.

Segurei a 2ª volta, já pensando em me recuperar o mais rápido posssível para o Ironman Florianópolis, que acontece em 4 semanas. Foi muito bom vencer.”

 

Números de Igor Amorelli:

Swim: 23’49

Bike: 02:04:37

Run: 1:23:35

Total: 3:54:57

 

 

 

 

 

BiaEmergePalmas2017-6270

Bia Neres fez a sua estreia em Meio Ironmans. Aqui ela sai em 2º depois de 1900m de natação. Foto: Rodrigo Eichler / @golongerpics

 

Bia Neres: ” A americana saiu muito forte na natação, eu ainda tentei ir atrás dela, mas depois tirei o pé e falei – vou fazer a minha prova, já pensando na bike. Me atolei um pouco com as sacolas na transição, tanto na primeira, quanto na segunda transição, mas fui rápida.

Sai para pedalar tomando muito cuidado no início da prova para não cair. Logo na reta principal da bike eu me surpreendi quando a vi, passei passando e assumi logo a liderança. Mas ela colou e veio atrás – não me importei, estava focada no meu ritmo.

Fomos juntos até o final, quando faltando 10km ela deu um tiro – ela já estava com uma penalização. Eu sabia e então me resguardei nos últimos 5km. Fiz a transição, deu uma cãibra, mas fui indo.

A americana, apareceu no meio da minha transição – sai no pinote. Começei muito forte – sem noção – o primeiro km foi 3’40/km, achei que dava, fiz uma volta meio suicida. Vi que ela já estava bem atrás na ponte.

Na segunda volta eu quebrei e  só esperava ela me passar – vieram aquelas paranóias. Depois vi que era plural. Nós havíamos quebrado.

Fui colocando um passo depois do outro, administrando. A torcida me levou. Essa relação com o povo, com a torcida eu amei. A cada retorno eu sentia a energia – muito legal.

A chegada foi emocionante. Quando eu vi aquele tapete azul – meu coração ficou disparado. Fiquei com falta de ar – mas me controlei. Despois da faixa voltou tudo.  Meu primeiro Meio Ironman – uma vitória inesquecível. Fui me acalmando aos poucos.

 

Números de Bia Neres:

Swim: 27’48

Bike: 2:20:17

Run: 1:27:35

Total: 4:19:40

 

 

Deixe seu comentário

comentários

Redação

redacao@golonger.com.br

error: copyright Trisport