Gomez conquista o 5º título mundial e Mola leva a Grand Final

O mundial de triathlon realizado em um belo final de tarde na cidade americana de Chicago nos Estados Unidos, viu o excelente nadador Richard Varga emergir depois de 1500m de natação liderando os 75 homens mais rápidos do mundo na distância olímpica.

Rapidamente 29 atletas formaram o primeiro pelotão no ciclismo, abrindo cerca de 1min para o segundo grupo onde se encontravam os brasileiros Reinaldo Colucci e Diogo Sclebin.

Em um percurso técnico várias tentativas de fuga ocorreram principalmente vindas do britânico Jonathan Brownlee, que retornava às competições, e do americano Ben Kanute. Na metade da 7ª volta de um total de 9 voltas, o pelotão principal “cansou” e foi alcançado pelo pelotão perseguidor formando um grupo único. Logo em seguida, o nosso “guerreiro” Reinaldo Colucci mostrou sua excelência escapando na liderança.

Após 9 voltas e um total de 40km, Colucci entregou a bike na liderança com mais 3 atletas. Neste momento os principais favoritos pareciam não se importar com os 4 atletas na frente que abriram uma vantagem de trinta e cinco segundos na transição para a corrida final de 10km.

E logo na primeira volta os espanhóis Mola e Gomez assumiram a ponta e destacaram-se de todos os atletas, pelas belas e largas ruas de Chicago. O duelo foi ombro a ombro até os últimos metros.

O resultado? Mais uma vez Gomez mostrou toda sua excelência, mas dessa vez foi superado pelo compatriota Mario Mola por 4 segundos.  Com o vice-campeonato na Grand Final, Javier Gomez conquistou pela quinta vez o título mundial de triathlon olímpico, superando o lendário  Simon Lessing com 4 vitórias na história – um recorde! O sul-africano Richard Murray fechou o pódio na terceira colocação. Os brasileiros Diogo Sclebin e Reinaldo Colucci acabaram respectivamente na 41ª e 43ª colocações.

História
O espanhol Javier Gomez é o atleta olímpico mais bem sucedido na história do triathlon olímpico. Ninguém ganhou mais do que ele em mundiais. Além disso o espanhol é campeão mundial de Ironman 70.3 e do Xterra. Ele parece atingir o inatingível. Grande favorito para a medalha de ouro no ano que vem no Rio 2016 – sua carreira parece direcionar-se ao Ironman após os Jogos e assim consolidar a carreira do melhor triatleta do mundo em todas as modalidades. Bravo Javier!

Deixe seu comentário

comentários

Redação

redacao@golonger.com.br