Fuel: Sódio e sua importância no esporte de longa duração!

Hoje sabemos da importância de manter uma hidratação adequada antes, durante e no pós-treino, pois é fundamental para uma boa saúde e ajuda maximizar o rendimento do atleta. O sódio juntamente com o potássio, são eletrólitos importantes no organismo, estes trabalham em conjunto e são fundamentais na transmissão de impulsos nervosos e contrações musculares.
Devido à sudorese excessiva, atletas tendem a ter deficiência de sódio e de outros minerais, como potássio e magnésio. Uma das causas das câimbras musculares é quando a desidratação acarreta deficiência de eletrólitos, como sódio e potássio.Durante a atividade, é recomendado ingerir 150 a 200 ml entre 15 e 20 minutos, preferencialmente bebidas que contenham carboidrato e eletrólitos. O consumo espontâneo de bebidas esportivas é maior do que a água devido à palatabilidade.

Quando o treino ou a competição for com temperatura elevada e umidade alta, faz com que haja uma perda maior de suor do que o habitual, por este motivo, antes, durante e depois do exercício é necessário aumentar a ingestão de sódio com bebidas esportivas que contêm eletrólitos, também é indicado acrescentar sal nas refeições ou ingerir alimentos ricos em sódio. Mas não abuse, o excesso da ingestão de sódio, pode levar à hipertensão em pessoas com predisposição genética.

Clima seco e temperatura mais amena também causam perda de líquidos, mesmo que a transpiração não seja tão visível. Fatores como temperatura, umidade, radiação solar, intensidade do exercício, aclimatação ao calor, quantidade de líquido ingerida e condicionamento do atleta irão influenciar a quantidade de suor produzida.

A transpiração é uma resposta fisiológica normal e importante, pois auxilia no controle da temperatura corporal. No momento do exercício, acontece um aumento da atividade muscular e na produção de calor, e quando isto ocorre de forma excessiva, pode desencadear uma desidratação, gerando uma queda no rendimento. Quanto maior o grau de perda, maiores serão os danos no organismo.

Ingerir grandes volumes de água, bebidas esportivas e alimentos sem sódio ou sem a quantidade adequada deste, em treinos e competições com tempo superior há 90 minutos, não haverá a reposição do sódio perdido e com isso pode resultar em uma hiponatremia (baixa de sódio no sangue). A hiponatremia é um desequilíbrio hidroeletrolítico, com a diminuição da concentração de sódio. Pode surgir rapidamente e colocar a saúde dos atletas em risco. Os sintomas são: inchaço, desorientação, confusão mental, perda de coordenação motora, náuseas, vômitos, dores de cabeça, diarréias e tonturas. Sintomas mais graves são: edemas celulares, convulsões, edema pulmonar e cerebral, alterações do sistema nervoso central, parada cardiorrespiratória e morte súbita.

As causas de hiponatremia são distintas, pode ser devido a uma baixa ingestão de sódio ou pela perda excessiva de sódio pelo suor, possivelmente agravada com o alto consumo de água, principalmente quando o exercício ocorre em dias quentes. Durante a competição fique atento no seu uniforme, caso esteja com manchas esbranquiçadas é necessário ingerir sal para repor o sódio. O sódio presente nos repositores hidroeletrolíticos ajuda para uma melhor absorção de carboidrato, além de estimular a absorção de líquidos no intestino.

No esporte de longa duração o equilíbrio hidroeletrolítico está entre os principais fatores determinantes para um bom desempenho. Bebidas esportivas que contém sódio e as cápsulas de sal auxiliam para o equilíbrio eletrolítico, minimizando o risco de hiponatremia e os efeitos do desgaste físico.

Deixe seu comentário

comentários

Redação

redacao@golonger.com.br

error: copyright Trisport