Dia de Recordes e emoção: Vanhoenacker vence com sub-08 e Monticeli brilha com a primeira vitória

image

Marino Vanhoenacker mostrou toda sua classe suportando a pressao do adversarios. Melhor pedal do dia, recorde da bike e da prova! Campeao! Foto: Rodrigo Eichler / Tri Sport Magazine

“Um dia perfeito”. Quando isto acontece, recordes são quebrados. Mar calmo, pedal sem vento e maratona com temperatura amena. Soma-se a isso a presença de um top 3 em Kona no start list… resultado? 7:53:44 e vitória do belga Marino Vanhoenacker. Monstro! Só assim para defini-lo.”Eu sempre planejei vir ao Brasil, mas por algum motivo eu acabava não vindo para a etapa. Esse ano deu certo. Foi uma prova muito dura, mas estou muito contente pelo resultado”, disse Marino. Perguntado sobre se essa tinha sido uma de suas melhores apresentações o belga foi enfático. “Minha mulher disse que eu fiz o melhor Ironman da minha vida e você sabe que com mulher não se discute”, brincou o campeão.

O americano Tim O’Donnell, campeão do Ironman Florianópolis Brasil de 2013 foi bravo, lutou até o fim e conquistou o vice-campeonato. Em 3º lugar chegou o canadense Brent McMahon, grande revelação das longas distâncias, que venceu o Ironman Arizona em sua estreia na distância ano passado. Para fechar o quarteto sub-08 horas, a festa com  a chegada do brasileiro Igor Amorelli em 4º lugar. “Estou extremamente satisfeito com o meu resultado. Dei tudo de mim, me entreguei e saio da prova com sensação de dever feito. Florianópolis é sempre especial e ano que vem estarei de volta aqui para brigar mais uma vez pelo título”, disse Amorelli.

image

Ariane Monticeli, a grande campea do IM Florianopolis. Foto: Fernanda Paradizo / Tri Sport Magazine

Entre as mulheres, a festa. Um dia inesquecível para o Brasil, com a vitória da gaúcha radicada em São Paulo, Ariane Monticeli. Ela se tornou a segunda mulher brasileira na história a vencer uma prova de Ironman, juntado-se assim à lenda do triathlon brasileiro, Fernanda Keller. “Isso é um sonho, eu não consigo acreditar que venci aqui em Florianópolis. A torcida é demais, a vitória foi graças a eles”, disse Ariane. “A prova foi perfeita, eu fiz tudo que sabia que podia fazer e acreditei muito na minha corrida, que é o meu ponto mais forte. Depois que eu vi a primeira eu sabia que tinha tudo para passar e vencer”, completou a brasileira.

Em segundo lugar, após grande maratona, a americana Elizabeth Lyles. Fechando o pódio sua conterrânea e campeã do Ironman Florianópolis 2013, Amanda Stevens.

Entre os amadores, 75 vagas foram distribuídas para o Campeonato Mundial no Havaí, e os destaques ficaram para os jovens. Entre os homens, Luis Ohde, de 21 anos, foi o 14º colocado geral e 1º amador a cruzar a linha de chegada. Entre as mulheres, Ciça Carvalho, de 24 anos, foi a primeira amadora.

Resultados 2015 – Elite:

Masculino

1º) Marino Vanhoenacker (BEL), 7h53min44seg
2º) Timothy O’Donnell (EUA), 7h55min56seg
3º) Brent  McMahon (CAN), 7h56min55seg
4º) Igor Amorelli (BRA), 7h59min36seg
5º) Tyler Butterfield (BER), 8h05min22seg
6º) Matt Trautman (AFS), 8h06min29seg
7º) Kyle Buckingham (AFS), 8h09min33seg
8º) Mike Aigroz (CHE), 8h13min22seg
9º) Guilherme Manocchio (BRA), 8h17min02seg
10º) Frank Silvestrin (BRA), 8h20min02seg

Feminino

1ª) Ariane Monticeli (BRA), 8h59min08seg
2ª) Elizabeth Lyles (EUA), 9h00min31seg
3ª) Amanda Stevens (EUA), 9h01min27seg
4ª) Tine Deckers (BEL), 9h08min29seg
5ª) Laurel Wassner (EUA), 9h09min47seg
6ª) Haley Chura (EUA), 9h14min03seg
7ª) Mareen Hufe (ALE), 9h14min50seg
8ª) Karen Thibodeau (CAN), 9h15min08seg
9ª) Asa Lundstrom (SUE), 9h23min35seg
10ª) Ana Lídia Borba (BRA), 9h42min27seg

 

Deixe seu comentário

comentários

Redação

redacao@golonger.com.br

error: copyright Trisport