Como incentivar alguém a praticar triathlon!

O Brasil é e provavelmente sempre será “o país do futebol”. Mas nós triatletas gostaríamos sim de uma maior visibilidade do nosso esporte, mais locais apropriados para nossos treinos, maior diversidade de provas e produtos, de programas especializados na TV entre outras coisas. O número de praticantes de triathlon ainda é relativamente pequeno, mas uma coisa é certa: se houver mais triatletas haverá mais consumidores de toda a cadeia produtiva e consequentemente mais investimentos em todos os setores desse esporte.

Recentemente a suíça Daniela Ryf faturou um milhão de dólares, premiação dada ao vencedor do conjunto de três provas escolhidas por um Príncipe do Bahrain chamada de Tríplice Coroa. Esse tipo de iniciativa chama atenção das pessoas para o esporte e gera uma grande curiosidade. Porém, recrutar pessoas para que pratiquem o esporte é uma tarefa tão difícil quanto termos prêmios milionários em jogo.

Existem muitas outras opções com logísticas mais simples e que provavelmente se encaixem mais facilmente na rotina da maioria das pessoas, mas é possível provocar o entusiamo e estimular a participação destas caso tenhamos um discurso com as informações certas a nosso favor. Selecionei aqui cinco passos que podem, de alguma forma, ajudar nesse convencimento:

• Falar casualmente sobre triathlon
Dessa forma é perceptível que o triathlon pode estar inserido na vida das pessoas e que existem feitos esportivos incríveis e inspiradores de ídolos do esporte.

Você: “Como foi o seu fim de semana?”
Ele: “Tudo bem. E o seu?”
Você: “Ótimo! Eu fiz um triathlon no domingo. ”
Ele: “E a esposa e filhos?”
Você: “Bom, eles foram me assistir no triathlon. ”
Ele: “Você viu as últimas notícias sobre as guerras no Oriente Médio?”
Você: “Sim, muito triste. Mas por falar em Oriente Médio, você ouviu falar dos 15’57” que a americana Gwen Jorgensen fez nos 5km da etapa do mundial de triathlon em Adu Dhabi?

• Conhecer o histórico da pessoa e usar mensagens pró-triathlon.
A maioria dos aspirantes a triatleta vem para o esporte com experiência em pelo menos uma das disciplinas. Você precisa personalizar a sua mensagem para o esporte que eles estão mais familiarizados. Outros vêm para o esporte sem nenhuma experiência anterior. Para estes, sua abordagem deve levar em conta se estão em forma ou fora de forma.

O nadador:
Diga: Ser um nadador forte é uma vantagem enorme! Pois, muitas pessoas lutam com a natação e você estará muito à frente!
Não diga: Supondo que a pessoa era um nadador de piscina, não entre em aspectos de natação em águas abertas, com centenas de outras pessoas, ondas e correntezas. Isto pode ser intimidador. Não mencione também que o uso de wetsuits tira parte da vantagem que ele colocaria sobre os outros e principalmente, deixe de fora o fato de que as etapas de natação para 70.3 e Ironman são desproporcionalmente curtos.

O Ciclista:
Diga: Ser um ciclista forte é uma vantagem enorme! Apesar de ser apenas um dos três esportes é sempre a maior parte da prova.
Não diga: Você não poderá pedalar no seu máximo pois precisará corer logo após. Também não fale sobre as questões de vácuo.

O Corredor:
Diga: Ser um corredor forte é uma vantagem enorme! A etapa de corrida é a última e mais importante. Lembre o déficit (14’30”) que Mirinda Carfrae tinha ao final do ciclismo em Kona no ano passado e mesmo assim venceu a prova com uma corrida fantástica.
Não diga: Não mencione o fato de correr após o ciclismo. Se a pessoa, por exemplo, comentar que corre uma meia-maratona em 1h25’, resista à tentação de dizer “Tente fazer isso com as pernas cansadas!”

Nenhuma experiência e em forma:
Diga: Estar em forma é metade da batalha! Basta pensar nisso como cross-training.
Não diga: Que triathlon e em especial a natação, vai mostrar que na verdade ele não está tão em forma assim.

Nenhuma experiência e fora de forma
Diga: Não se preocupe! Muitos se triatletas são como você. Você não tem que ser rápido, você tem 17 horas para terminar um Ironman.
Não diga: Talvez você não consiga terminar um Ironman em 17h e ainda vai levar 17 dias para se recuperar.

• Ter uma solução para todas as desculpas

Desculpas sobre Natação:
Diga: É a parte mais curta da prova. Wetsuits são impressionantes ajudam na flutuação e deslise.
Não diga: Nunca mencione que a cada ano algumas pessoas morrem durante natação.

Desculpas sobre ciclismo:
Diga: Os percursos são frequentemente fechados e/ou controlados e você está em um grande grupo.
Não diga: Que o ciclismo é o esporte que mais mata no mundo (em função de quedas e atropelamentos).

Desculpas sobre corrida:
Diga: Todo mundo odeia correr. Não há problema em andar se for preciso. Aproveite o tempo para fazer amigos durante a prova.
Não diga: Que corer depois de pedalar é 1000% pior do que apenas correr.

Desculpas sobre Tempo:
Diga: Que a maioria das pessoas estão no mesmo barco. Você treina apenas quando você pode.
Não diga: Que para ser minimamente bom é necessário treinar pelo menos 7 horas por semana.

Desculpas sobre custo:
Diga: Não é tão caro. Existem muitos níveis de investimento.
Não diga: De uma forma ou de outra você vai acaba gastando muito dinheiro.

Desculpas sobre o estereótipo do triatleta:
Diga: A maioria dos triatletas são descontraídos, humildes, pessoas legais.
Não diga: Que muitos são orgulhosos e até arrogantes.

• Fator motivador
Existem basicamente três perfis motivadores e você precisa identifica-los para melhorar sua abordagem.

Recreational:
Diga: Fale sobre as pessoas diferentes que eles vão encontrar, os lugares legais que vão conhecer.
Não diga: Não mencione que é praticamente impossível ter uma vida social caso queira treinar sério.

Competitivo:
Diga: Que triathlon é super-competitivo e que existem muitas formas de superação.
Não diga: Que a maioria dos triatletas são descontraídos e não se importam com a competição.

Fitness:
Diga: Triathlon é uma ótima maneira de entrar em forma. É um cross-training orgânico e te coloca em contato com a natureza.
Não diga: Benefícios semelhantes poderiam ser conseguidos com quase qualquer tipo de exercício na maioria das vezes mais barato e menos demorado.

• Convencimento final, propor uma prova
De acordo com esses perfis acima, você deve ter a seguinte abordagem:

Recreacional: “Você acha que poderia se divertir com isso?”
• Para esse perfil talvez a melhor indicação fosse um Triathlon de revezamento, pois incluiria a questão social gerando maior interesse e comprometimento.

Competitivo: “Você estaria pronto para um desafio como esse?”
• Para esse perfil as provas longas seriam as melhores indicações, pois independente da competição com outros atletas, a distância já é um grande desafio.

Fitness: “Você quer estar na melhor forma de sua vida?
• Para esse perfil um short triathlon ou até um triathlon olímpico fosse a melhor opção, visto que mesmo com pouco treino a distância não seria um problema.

Bom, espero, com esse pequeno guia, ajudá-lo a atrair mais e mais pessoas para essa nossa comunidade, afinal, quanto mais forte for o triathlon, melhor para todos nós.

Rodrigo Tosta é treinador de triathlon

Deixe seu comentário

comentários

Redação

The author didnt add any Information to his profile yet

error: copyright Trisport